O que a pandemia trouxe de mudanças para a publicidade?

O que a pandemia trouxe de mudanças para a publicidade?

Ninguém esperava uma pandemia para 2020. Por mais que a ciência e a tecnologia já conhecessem os enormes riscos e os terríveis impactos de qualquer crise sanitária, uma situação assim, em escala global, dificilmente seria algo de se imaginar viver.

Falando sobre viver, toda nova vivência, positiva ou não, exige esforço de adaptação e aprimoramento para que se alcance o aprendizado desejado. No blog de hoje, vamos entender um pouco mais sobre como a pandemia afetou a publicidade, sobre as novas formas de se pensar estratégias e formatos de trabalho.

Novas configurações nas agências.

Com o isolamento social, o home office virou a melhor opção para a sobrevivência operacional das agências de publicidade. Diante da adaptação dos profissionais, estruturas e demandas, é uma tendência que o trabalho remoto se torne muito mais comum na publicidade pós-pandemia.

Valorização do planejamento estratégico.

Através das inseguranças sobre o futuro, diversos clientes passaram a investir de maneira menos expressiva, exigindo uma entrega mais estratégica e com foco em resultados sólidos. Com essa necessidade do mercado, a valorização de um bom planejamento passou a ser mais importante e a cobrança sobre o trabalho das agências aumentou.

Um novo jeito de consumir conteúdo exige novos jeitos de anunciar.

Em 2020 o aumento do consumo em podcasts e a popularização de novas redes sociais trouxeram novas oportunidades criativas. Nessas plataformas, de maneira muito experimental, as marcas procuram estratégias e táticas para se manter sempre na memória do público.

O fortalecimento do comércio digital.

Comprar pela internet sem dúvidas é uma das mudanças mais fortes que a pandemia trouxe à sociedade. Segundo a ACI Worldwide, principal defensora dos direitos cooperativistas, até agosto de 2020 houve um aumento de 24% do consumo via e-commerce. Com o isolamento, diversos segmentos precisaram construir lojas digitais para não desaparecerem do mercado. Diante disso, surgem novas estratégias, ferramentas de e-commerce e maior exigência por profissionais competentes no assunto.

Humanização das marcas mais do que nunca.

Em tempos difíceis, a sensibilidade ficou à flor da pele, exigindo que a empatia fosse adotada pelas marcas também. Seja oferecendo melhores condições de pagamento, maior flexibilidade para fechamento de negócios ou maior investimento em ações sociais, em 2020 houve um esforço em campanhas de caráter emocional sobre esperança e bem-estar.

Entender os impactos e transformações do tempo e espaço faz dos publicitários profissionais mais sensíveis, empáticos e adaptáveis. Por isso, a New espera que você tenha gostado da leitura e que ela contribua para a sua jornada. Que em 2021 possamos levar a nossa criatividade a lugares que nunca estivemos antes, levando sucesso e resultado aos nossos clientes, adaptando-nos às mudanças do mercado e com esperança de tempos melhores.