Cuidado com o que a sua marca está marcando no calendário

Se olharmos atentamente um calendário, vamos encontrar várias datas “importantes” para determinados eventos, classes ou acontecimentos. Tem o dia do nerd, dos avós, nhoque da fortuna e até do limão.  Recentemente isso se tornou uma armadilha para as marcas nas redes sociais, originando uma enxurrada de conteúdo inútil, diga-se posts, com o objetivo de agradar o maior número possível de pessoas. 

Realmente o digital é uma das mídias que dá a melhor oportunidade da marca se aproximar do seu público, seja informando ou anunciando. A questão é que essa dita proximidade é confundida com tentar agradar todo mundo, fazendo o máximo possível de postagens de datas que acham ser relevantes. 

Obviamente isto está errado, a empresa não tem obrigação de agradar a todos, mas sim os  seus clientes. O público não é idiota, cada vez mais ele sabe diferenciar quando uma marca faz apenas um post ou realmente apoia a importância do que está sendo evidenciado. 

Isso é puro e simples oportunismo. Não adianta uma postagem falar sobre o dia da consciência negra e a empresa não ter um negro no seu corpo de colaboradores, ou mesmo dizer que apoia a causa LGBT+ e manter um ambiente homofóbico. Ir além da sacadinha, é bem mais que aquele já tradicional e odioso, bombonzinho deixado na mesa no Dia da Mulher. 

Pense comigo, se a data é realmente importante para o negócio, faça algo realmente relevante. Uma frase ou sacadinha genial não muda o fato da sua marca se lixar para o assunto nos outros 364 dias do ano.

Não vamos nos enganar, tudo realmente objetiva a venda, mas a experiência, histórico e discurso da marca são influenciadores positivos ou negativos na hora do consumidor efetivar uma compra. Por isso, a necessidade de um conteúdo real e significativo para com o público é tão importante. 

Não adianta uma empresa que vende panelas comemorar o dia da camisa, isso não se refere ao que ela faz ou vende e não diz nada para o seu target. Pode parecer um exemplo bobo, mas é o que mais anda acontecendo nas redes sociais. Não importa se todo mundo está falando disso, como nossas mães sempre dizem (e elas estão certas), você não é todo mundo. 

Já está na hora das agências e marcas tomarem ciência e pararem de fazer posts descartáveis e criarem conteúdo de qualidade e relevante. Uma comunicação que realmente deixe claro o posicionamento da empresa e seu DNA.  

As redes sociais é um oceano de possibilidades e repleto de peixes para a sua rede. Cabe a sua marca decidir se ela irá poluir essas águas ou simplesmente encontrar o melhor jeito de pescar. A analogia é simples, mas o recado é sério.